Pra onde vai o amor?


Sentado num banco qualquer, em nenhum lugar específico, estava um homem que olhava um grafite na parede. Ele estava pensando no que tinha se tornado até aquele momento. Via pessoas passarem por ele, algumas sorriam, outras conversavam, umas pareciam tão concentradas no que quer que seja e outras, assim como ele, vestiam a mascara da indiferença. Passará por tantas coisas, em tantos lugares, porém não viveu nenhuma em nenhum lugar. Eram tantas lembranças que passaram por seus olhos, flaches de uma vida que teve tudo para ser intensa, mas muito pouco aproveitada. Parece que é somente nas horas difíceis que se para para refletir tudo que aconteceu. Os olhos iam de um lado para o outro a procura de alguma coisa, respostas talvez, ou uma salvação?

Ele sabia o que fazer, mas não era o que estava prestes a fazer. A facilidade da resolução dos problemas é tão reconfortante que não se deixa espaço para uma certa e necessária reflexão. Mas, diferente do que a frase naquela parede dizia, sempre haverá amor àqueles que precisam, por que o amor não foi a nenhum lugar longe, ele estava ao lado, o tempo todo. E em um time perfeito, o amor chegou até ele, abraçou-o, aconchegando não só o corpo exalto, mas o coração e a mente em burburinhos. E assim, mais um corpo foi resgatado das águas do rio translúcido antes de cair nele.

Esse texto faz parte do projeto Mais Que Palavras
Leia também |
Gabrielle Roveda | Ana Gabriela

Comentários

  1. "Sempre haverá amor àqueles que precisam"

    Lendo os textos dessa blogagem coletiva, venho vendo a diferença de opinião entre os autores. Gente que diz que o amor não volta, que foi pra longe. Gostei do seu, da certeza, mais que esperança, de que o amor nunca vai faltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero acreditar que o amor nunca se vai.

      Excluir
  2. Awn! Sempre, sempre haverá amor! Independentemente de de onde ele vem, sempre haverá! Seu texto ficou um amor! Singelo, mas muito verdadeiro, adorei!

    Um beijo,
    Vi. <3

    http://blogfloreando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por ter gostado. Tenho um receio danado de postar meus pensamentos kkkk

      Excluir
  3. Gostei MUITO! Abordagem diferente de todos os outros e muito sensível =)
    Vou indicar no meu!

    Bjss =D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas