Os Hathaways 3 - Tentação ao Pôr do Sol, Lisa Kleypas


Tentação ao Pôr do Sol é o terceiro livro da coleção “Os Hathaways” que é composta por cinco livros que contam a história de cada um dos irmãos Hathaways (veja a resenha de "Desejo à Meia-Noite" e a de "Sedução ao Amanhecer"). Este terceiro livro conta a história de Poppy Hathaway e Harry Rutledge.
     
Título | Tentação ao Pôr do Sol (Os Hathaways - Livro 3)
Autora | Lisa Kleypas
Editora | Arqueiro
Ano | 2014
Páginas | 272
“Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar. Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem. Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele. Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça. Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta.”
Poppy Hathaway é se tornou uma mulher encantadora. Bonita com cabelos cor de mogno e olhos azuis, gentil, inteligente. Mas ela já está em sua terceira temporada de bailes em Londres e ainda não conseguiu o que tanto quer: casar e ter uma vida simples e sossegada. O fato de ser de uma família excêntrica, da qual dois ciganos fazem parte (os ciganos são mal vistos pela sociedade), e não ter “sangue azul” faz com que os bons partidos não se aproximem dela. Poppy está apaixonada por Michael Bayning, mas sente uma forte atração ao conhecer Harry Rutledge.

Jay Harry Rutledge é o misterioso dono do luxuoso Rutledge Hotel em Londres (em Sedução ao Amanhecer ele é citado como alguém muito rico e que pouco se sabe sobre ele). É um homem muito bonito de cabelos negros, pele clara, olhos verdes, inteligente, ambicioso, misterioso, recluso, determinado (sempre consegue o que quer), manipulador e frio. Ao conhecer Poppy Hathaway ele a deseja imediatamente e decide que ela será dele independente do que tenha de fazer para se casar com ela.

Os funcionários do Rutledge Hotel há muito tempo torcem para que seu patrão encontre uma boa esposa e logo se encantam ao conhecer Poppy, que os trata sempre bem, e fez o possível para ajudar esse casal a se entender e dar certo. Mas Poppy precisa que Harry demonstre o que sente por ela e a deixe entrar realmente em sua vida, então ela toma uma atitude drástica e vai embora do hotel sem se despedir.

– Sr. Valentine... – Sim, senhora? – Ele vai atrás de mim, não vai? – Só até o fim do mundo – respondeu ele num tom solene. Isso a fez sorrir, e ela se virou para entrar na carruagem.” ... “Qualquer esperança de ser gentil ou portar-se como um cavalheiro deixou de existir. Manteria Poppy a seu lado, faria o que fosse preciso para isso. Recorreria à lei e, quando terminasse, ela nunca mais se atreveria a deixá-lo.”
Harry vai para Hampshire atrás de Poppy e é ai que vemos o verdadeiro Harry aparecer. Eles terão a chance de descobrir se realmente dão certo juntos, ou acabar de vez com um casamento que começou da maneira errada. O passado de Harry será revelado e podemos entender os motivos de ele ser como é.
– Sei que eu devia pedir desculpar por ter interferido em sua relação com Bayning. – Sim, devia – concordou ela. – Mas não posso. Nunca vou lamentar o que fiz. Porque, se não houvesse feito, você agora seria dele. E ele só a queria se fosse fácil. Mas eu faço o que for preciso para ter você. Não porque seja bonita, inteligente, bondosa ou adorável, embora você seja mesmo todas essas coisas. Eu a quero porque não há mais ninguém no mundo como você, e não quero nunca mais começar um dia sem vê-la.”
Um romance cheio de intrigas, manipulação e paixão. O livro mostra que um casamento não é baseado apenas em amor, mas também em respeito, cumplicidade e confiança. Apesar de ter me irritado bastante com Harry e passar parte do livro chateada com ele, acabei me apaixonando pelo jeito dele com Poppy, por mais que ele tenha agido da maneira errada, foi a única forma que ele viu de ficar com quem ele queria, lutou por ela do começo ao fim e se mostrou mil vezes melhor do que Michael.

Vemos também a relação de Leo e a Srta. Marks cada vez mais intensa, cheia de discussões e brigas (que são muito engraçadas) que mal disfarçam a atração deles. Beatrix começa a mostrar sua inteligência e boa percepção do comportamento das pessoas comparado aos animais. Cam e Amelia continuam sendo um casal apaixonado e engraçado. Assim como os dois primeiros livros, é gostoso de ler, bem escrito, prende a atenção e deixa com um gostinho de quero mais.
“Os homens adoram ser perdoados. Isso nos faz sentir melhor com relação à nossa incapacidade de aprender com os erros”. Leo Hathaway.

Comentários

Postagens mais visitadas