Coraline - Neil Gaiman


Em Coraline, Neil Gaiman cria um enredo tão encantadoramente fascinante que fica difícil delinear a tênue realidade e ficção através de uma porta esquisita, numa sala intocável. O que se esconde lá?! O que dará a nossa pequena Coraline uma baita história para se lembrar pelo resto de sua vida. Tem uma história inovadora e atrativa. O autor sabe criar artimanhas que fazem o leitor se prender a história e por um momento voltar à infância e quem sabe encontrar uma porta perdida que levam a um mundo diferente do nosso.
 Coraline  Neil Gaiman  Rocco  160 páginas

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A história de Coraline é de provocar calafrios. A narrativa dá muitas voltas e percorre longas distâncias, criando um ‘outro’ mundo onde todos os aspectos de vida são pervertidos e desvirtuados para o macabro. Ao mesmo tempo sutil e cruel, o autor gosta de desafiar as imagens simples dos livros infantis tradicionais. No livro, a jovem Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Coraline é uma menina, filha única, que mora com os pais em um complexo de apartamentos. Tanto o pai quanto a mãe trabalham em casa, mas isso não quer dizer que eles deem a atenção que ela precisa. Na verdade, ela é deixada de lado muitas e muitas vezes, o que acaba fazendo com que se sinta solitária. Como não consegue atenção em casa, ela procura passar o tempo do lado de fora, com os vizinhos, que são bem excêntricos. No andar de baixo moram duas senhoras ex-atrizes que têm vários cachorros tão velhos quanto elas. No andar de cima mora um senhor que treina ratos para um espetáculo. A única coisa em comum entre eles é que sempre erram o nome de Coraline, por mais que ela os corrija.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
— São esquisitos, os ratos. Entendem as coisas errado. Entenderam seu nome errado, sabe? Insistem em chamá-la Coraline, e não Caroline.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com tédio de beirar a morte e um dia de chuva em que ela não pode sair de casa, Coraline acaba descobrindo uma porta na sala de sua casa que dá para lugar nenhum, atrás da porta existe uma parede de tijolos o que a deixa bastante confusa. Nessa noite a porta se abre e revela um corredor escuro. Depois de tomar coragem, Coraline decide desbravar o lugar e descobre que do outro lado a uma versão da sua casa, dos seus pais, dos seus vizinhos e de tudo que conhece. Porém, muito melhor. Um universo perfeito onde seus pais lhe dão atenção, fazem as comidas que ela mais gosta. Só que um pequeno detalhe diferencia o mundo perfeito do mundo real: todas as pessoas desse mundo têm botões no lugar dos olhos e dão a garota a oportunidade de também ser assim. Sem pressões nem exigências.

Nesse mundo, Coraline ainda descobre seres fantásticos como um gato inteligente e astuto, os velhos vizinhos que moram nos arredores de sua casa e que nunca conseguiam falar seu nome direito e tantos outros, que a deixam perplexa, maravilhada e assustada.

Quando ela começa a transitar entre os dois mundos através da porta, descobre que os seus pais de verdade correm perigo, pois ‘a outra mãe’ (a dos olhões de botões) a quer definitivamente. Para isso, ela prende os pais de verdade para Coraline não queira mais voltar ao mundo real. Mas, Coraline não está disposta a deixar o mundo de verdade e faz de tudo para soltar seus pais e sair do mundo do outro lado da porta.

Coraline é uma garota como qualquer outra. Talvez como todos já fomos: curiosos, exploradores e que ficam enfadados fácil. Ela não fica com medo facilmente e é extremamente bondosa, disposta a ir até onde for possível para salvar as pessoas que realmente ama. A narrativa não peca por ser simples e é altamente perceptível que o autor tem uma forma particular de contar suas histórias. Acho realmente interessante os elementos que o autor deixa ‘subentendido’ dando ao leitor a oportunidade de tirar suas próprias conclusões e pensar: será mesmo?!

O livro ainda conta com algumas ilustrações de Dave McKean que dão ainda mais um ar de mistério/macabro/assustador à história. Uma história fantástica com ilustrações impecáveis: nada poderia sair melhor!

Comentários

  1. Oi, Nilzete!

    Eu já assisti o filme váaaaaaarias vezes! Tantas que perdi a conta!
    Mas nunca li o livro. Conheço pessoas que leram e adoraram! Gostei muito de sua resenha!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é maravilhosos mesmo, coloque na sua lista, não vai se arrepender ;)
      E o filme é perfeito, também ^^

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas